domingo, 18 de maio de 2008

Questões sobre Agricultura no Brasil.

01. (Ufpi) Acerca do processo histórico de apropriação do território brasileiro, a partir das grandes monoculturas como cana-de-açúcar, café e soja, é correto afirmar que elas:
a) garantiram a preservação da biodiversidade.
b) coibiram a exploração do trabalho pelo capital.
c) favoreceram a predominância dos minifúndios.
d) contribuíram para preservar o patrimônio natural.
e) exigiram infra-estrutura de transporte voltada à exportação.

02. (Ufrn) Nas últimas duas décadas, têm sido cada vez mais freqüentes noticiários destacando conflitos pela posse da terra em diversas regiões do Brasil. Dentre as causas responsáveis por tais conflitos, pode-se identificar:
a) ampliação do mercado de terras, promovendo a sua desvalorização e a modernização do processo produtivo.
b) expansão da agricultura familiar, tendo em vista as políticas de crédito agrícolas para a produção moderna de grãos destinados ao mercado externo.
c) cumprimento da função social da terra, como resultante da expansão da fronteira agrícola e das relações não-capitalistas de produção.
d) maior organização dos trabalhadores rurais, que buscam soluções para a questão da terra e para a concretização da reforma agrária.

03. (Udesc) Sobre a Reforma Agrária no Brasil, é correto afirmar:
a) O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) nasceu do interesse dos ruralistas descontentes com a política de subsídios para a agricultura.
b) A Reforma Agrária é necessária no Brasil por causa da grande concentração de terras do país, e está prevista na Constituição de 1988.
c) Posseiros e grileiros fazem parte do mesmo grupo de invasores de terras e são comandados por grandes fazendeiros, representantes da UDR (União Democrática Ruralista), que lutam pela Reforma Agrária.
d) O módulo rural institui os latifúndios e minifúndios e facilita a exploração da terra.
e) As empresas rurais diminuem a concentração de terras e são uma alternativa para o movimento dos sem-terra.

04. (Ufg) A produção de grãos no Brasil, até a década de 1970, concentrava-se na região Sul, expandindo-se a partir daí para os chapadões da região Centro-Oeste, transformando-a numa das maiores produtoras de grãos do país. Neste contexto, indique o principal produto agrícola cultivado nessa região e explique a forma de utilização desse produto no mercado interno e externo.

05. (Ufg) Os movimentos de luta pela terra no Brasil, oriundos da concentração da propriedade da terra, intensificaram-se na década de 1980 na porção sul do país, por causa
a) do grande número de minifúndios.
b) do intenso processo de modernização da agricultura.
c) da expansão da fronteira agrícola.
d) da tradição camponesa dos imigrantes europeus.
e) das ações organizadas pelas Ligas Camponesas.

06. (Pucrio) A idéia de “fome” vem há algum tempo sendo re-significada, politicamente, sob a luz do conceito de “segurança alimentar”. No Fórum Mundial Social de Mumbai (Índia), em 2004, as discussões foram focadas na necessidade de emancipação dos povos dependentes das políticas internacionais que regulam a produção, estocagem, distribuição e comercialização alimentar no mundo. Sobre o conceito de “segurança alimentar”, pode-se afirmar que:
I – ele representa uma mudança de concepção que poderá transformar a qualidade de vida de inúmeras sociedades historicamente dependentes dos padrões de consumo alimentar de países e regiões possuidores de índices de desenvolvimento humano (IDH) bastante elevados.
II – ele é o caminho para a construção de outro conceito, ainda mais expressivo, voltado para a erradicação da miséria no mundo: o da “sustentabilidade alimentar”. Este conceito, que incorpora programas ligados à preservação do meio ambiente e à não utilização de agrotóxicos nas monoculturas extensivas, concebe o enfrentamento da pobreza a partir de programas locais voltados para o mercado de trabalho.
III – se as populações em estado de “pobreza absoluta” forem os principais atores de sua própria emancipação social – isto é, se o controle da “fome” apoiar-se sobre suas atividades econômicas e não fundamentalmente na ajuda alimentar dos outros – então há chances de que espaços diversos onde há “insegurança alimentar” sejam menos afetados por processos de marginalização socioespacial.
IV – a sustentabilidade das atividades agrícolas nos países mais pobres deve ser delegada às suas tecnologias e tradições produtivas, para que seja possível a erradicação da fome. O conceito relaciona a autonomia alimentar dos países com a geração de novos empregos e a menor dependência das importações e flutuações dos preços no mercado internacional.
Estão corretas:
a) todas as afirmações.
b) somente as afirmações I, II e III.
c) somente as afirmações I, II e IV.
d) somente as afirmações II e III.
e) somente as afirmações III e IV.

07. (Pucrio) O Centro-Oeste brasileiro tem registrado, segundo vários estudos, elevada produtividade e rentabilidade nas lavouras agrícolas. Para entender tal dinâmica, os estudos sobre a sojicultura são exemplares, já que esse cultivo é implementado em alguns estados da região, como em Mato Grosso, com base na intensa utilização de insumos como fertilizantes e agrotóxicos, e de máquinas e implementos modernos.
(Adaptado de Bernardes, J. e Filho, O. [orgs]. Geografias da Soja: BR-163. Fronteiras em mutação. Rio de Janeiro. Arquimedes, 2006).
Dentre as opções abaixo, assinale aquela que apresenta corretamente os impactos socioeconômicos e ambientais da expansão da sojicultura no Centro-Oeste.
a) Valorização das terras, utilização intensiva de mão-deobra migrante nordestina e desconcentração fundiária.
b) Aumento da utilização da mão-de-obra barata do migrante nordestino e preservação do meio físico-biótico.
c) Ampliação de novas dinâmicas socioeconômicas em todas as cidades regionais, a partir da diversificação das atividades geradas pela agricultura moderna.
d) Alteração no meio físico-biótico, forte presença de agroindústrias e predominância de pequenas e médias propriedades.
e) Valorização das terras favoráveis à mecanização, alterações no meio físico-biótico e (re)concentração fundiária.

08. O Brasil possui uma estrutura fundiária caracterizada pela concentração da terra e pela existência de latifúndios, dos quais muitos improdutivos. Tal modelo é secular e foi implantado desde o início da colonização. Como forma de combate a essa estrutura fundiária excludente, vem se destacando nas últimas décadas a atuação
a) do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) que, através de ocupações de terras devolutas e latifúndios, principalmente os improdutivos, busca efetivar a reforma agrária e denunciar os crimes cometidos no campo.
b) da UDR (União Democrática Ruralista) que, como o próprio nome diz, visa democratizar o acesso dos camponeses à propriedade da terra, a fim de frear o processo de êxodo rural que vem caracterizando o Brasil.
c) do PT (Partido dos Trabalhadores) que, nos três primeiros anos do governo Lula, realizou um investimento maciço em programas de reforma agrária, erradicando a desigualdade e a violência no campo.
d) da CUT (Central Única dos Trabalhadores) que vem realizando uma série de greves com o objetivo não só de reivindicar melhores salários, mas também de sensibilizar a sociedade em relação à questão da reforma agrária.
e) da UNE (União Nacional dos Estudantes), que vem organizando uma série de movimentos de invasão de prédios públicos e de terras produtivas como forma de pressionar o governo a acelerar o processo de reforma agrária.
09. (Espm) Observe a matéria que aborda a produção de borracha no Brasil:

“Tem melhor investimento que esse?Cotação de borracha chegou aR$ 3,7 mil tonelada e sua produçãojá emprega 20 mil pessoas...
O economista Daniel Bampa Netto, caminha lentamente entre as fileiras de árvores aspirando com gosto o ar fresco e viscoso que, de gota em gota, vai enchendo pequenos baldes atados ao caule.As novas cotações deixam o setor cada vez mais longe do seu pior momento, há 4 anos, quando atonelada de borracha valia US$ 500,00. (O Estado de S. Paulo - Outubro/2006)
A matéria faz referência ao novo ciclo da borracha brasileiro, que está com produção e preço em alta.Atualmente, o maior produtor brasileiro de borracha é:
a) São Paulo.
b) Amazonas.
c) Pará.
d) Acre.
e) Rondônia.

10. (Unesp) Com relação à estrutura fundiária e às relações de produção do meio rural brasileiro, é correto afirmar que
a) a Revolução Verde foi aplicada às pequenas propriedades para incentivar a agricultura voltada para o mercado interno.
b) a introdução de parcerias está resolvendo a questão da concretização da reforma agrária.
c) as unidades familiares adaptaram-se à dinâmica do mercado, levando-as a abandonar a produção voltada ao consumo externo.
d) a maioria quase absoluta dos pequenos estabelecimentos controla pouca terra em todas as regiões brasileiras, exceto as regiões Sudeste e Sul.
e) o modelo agrícola de exportação brasileira é baseado na monocultura e apóia-se na concentração da propriedade rural.

11. (Mack) Sobre a Lei de Terras, aprovada em 1850 sob o governo de D. Pedro II, e tão importante para se compreender a estrutura fundiária nacional ainda em nossos dias, é correto afirmar:
a) Demonstrava o caráter democrático da monarquia brasileira, pois criava meios de acesso a pequenas propriedades para os indivíduos de menor posse.
b) Indicava a crise do modelo agrário exportador brasileiro e procurava estimular a diversificação da produção agrícola, baseando-a na pequena propriedade.
c) Estabelecia um mecanismo legal para se impedir a aquisição de terras por pequenos agricultores, como muitos dos imigrantes europeus que então afluíam ao Brasil.
d) Resultou das lutas políticas do Segundo Império, entre liberais e conservadores, e representou a vitória dos primeiros em seu propósito de realizar uma reforma agrária de amplitude nacional.
e) Pretendia canalizar para a nascente indústria nacional os trabalhadores imigrantes, restringindo-lhes o emprego nas fazendas, onde devia continuar a vigorar o trabalho escravo.

12. (Ufjf) Leia, com atenção, o texto a seguir:
“Segundo o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA, 2005), este tipo de agricultura produz hoje 40% da riqueza gerada no campo no Brasil, correspondente a aproximadamente R$ 57 bilhões. São cerca de quatro milhões de agricultores (84% dos estabelecimentos rurais brasileiros) que vivem em pequenas propriedades e produzem a maior parte da comida que chega à mesa dos brasileiros. Quase 70% do feijão vêm desta atividade, assim como 84% da mandioca, 58% da produção de suínos, 54% do leite bovino, 49% do milho e 40% das aves e ovos. Além disso, é um importante instrumento para manter os trabalhadores no campo.Em 2003, o PIB do setor cresceu 14,31% em relação ao ano anterior. Além de ser a base de importantes cadeias de produtos protéicos de origem animal, sendo majoritária no caso do PIB da Cadeia Produtiva dos Suínos (58,8% do PIB total desta cadeia), do Leite (56%) e das Aves (51%).”Fonte: www.mda.gov.br
Marque o conceito que adequa-se CORRETAMENTE às informações:
a) Latifúndio de exploração
b) Monocultura de subsistência
c) Agricultura familiar
d) Agricultura de plantation
e) Agricultura de terraceamento

14. (Ufmg) Considerando-se a agricultura comercial praticada no Brasil, é INCORRETO afirmar que
a) o agronegócio constitui um canal de entrada do capital internacional na agricultura brasileira e, assim, contribui para a subordinação de grande parte dessa atividade aos interesses estrangeiros.
b) a agricultura de exportação reúne, em reduzidos espaços, grande diversidade de culturas visando a atender às exigências do mercado.
c) as áreas agrícolas de incorporação recente apresentam estrutura fundiária concentrada e exigem elevados investimentos por hectare cultivado.
d) as últimas safras agrícolas justificam a expressão .celeiro mundial. atribuída ao País e contribuem para a liderança deste na exportação de vários produtos alimentares.


11 comentários:

felippe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
felippe disse...

duvida na questão 06, no iten II e a definição precisa de "segurança alimentar"??

buchecha_crvg disse...

Vaaleu Mestre !

gabi disse...

Professor Rafael, o senhor teria disponível questões sobre fontes de energia? Assunto atual e muito importante!
Desde já, Obrigada!

ingrii'd disse...

Muito bom o blog amei!!!
ótimo pra nós vestibulando.

Anna Patricia disse...

Eu gostaria de saber como faço para ver o gabarito das respostas.

ze do caixão! disse...

vle aew mano ; )

erick wesley disse...

primeiro quesito 01)letra (e) 02 letra (c) 03 quasito letra (a) 04 quesito letra (b) quinto quesito letra (b) 06 quesito letra (b) 07 quesito letra letra (d)08 quesito letra (e) 09 quesito letra (a) 10 quesito letra (c) 11 quesito (b) 12 quesito (c) 13 quesito (a) estao todas sertas ass : looovedxxx se quiser falar com migo meu msn e erickwesley17bolado@hotmail.com

Gabriel Nastari Nabas Gabriel Nastari disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Gabriel Nastari Nabas Gabriel Nastari disse...

obs, a funcao social nao eh da terra, somos nos que a utilizam para tal, tanto a agricultura como a pecuaria e outros fins que o homem utiliza a terra, que definem as funcoes sociais da terra, mas nao apenas por ela..

Mariana Dias disse...

Aquelas resposta de cima, é das perguntas de baixo?/